descricao

Xica da Silva é o tema da terceira coleção digital do CPT_SESC 

 
Em novembro, será disponibilizada mostra com detalhes da encenação, de 1988; as coleções reúnem figurinos, objetos de cena, materiais gráficos, entre outros itens que podem ser acessados na plataforma Sesc Digital

 

 

youtube.com/cptsesc | instagram/cptsesc

Link para fotos em alta: http://bit.ly/Colecoesdigitais

 

O Centro de Pesquisa Teatral do Sesc São Paulo -  CPT_SESC disponibiliza, na plataforma Sesc Digital, as Coleções e Acervos Históricos CPT_SESC com itens do acervo de encenações do CPT. São imagens de figurinos, peças gráficas e outros itens que recontam a história dos espetáculos. 

A partir de 16 de novembro, o público poderá conferir a coleção de Xica da Silva, peça que esteve em cartaz em 1988, ano do centenário da abolição da escravatura no Brasil. Protagonizada pela atriz Dirce Thomaz, a peça foi fundamental na trajetória e evolução do grupo com o uso da cenografia como elemento narrativo, mais do que simples recriação realista de um espaço, era parte efetiva na criação de significados no relacionamento com atores e texto.  

Com texto de Luís Alberto de Abreu e cenário e figurino de JC Serroni, a peça narra a vida de Francisca da Silva de Oliveira, a Xica da Silva, uma mulher ex-escravizada que atingiu posição de destaque na alta sociedade mineira durante o apogeu da exploração de diamantes, na segunda metade do século XVIII. 

A coleção digital de Xica da Silva junta-se a outras duas, que permanecem online para serem visitadas a qualquer instante no Sesc digital. A primeira, lançada em setembro, é A Pedra do Reino (2006), sobre a encenação de Antunes e do grupo Macunaíma, com base na obra de Ariano Suassuna. Em outubro, foi disponibilizada mostra sobre A Hora e vez de Augusto Matraga (1986), baseada em conto de Guimarães Rosa. A peça marcou o encontro de Antunes com Raul Cortez e foi definida pelo ator como um marco em sua carreira. 

 

Debate

No dia 24 de novembro, terça-feira, às 18h, acontece um debate online sobre o texto de Xica da Silva. O encontro reúne duas atrizes que interpretaram a personagem principal - Dirce Thomaz no teatro, e Zezé Motta, no filme homônimo de 1976, dirigido por Cacá Diegues. A mediação é de Kelly Adriano (Doutora em Ciências Sociais e Gerente Adjunta de Ação Cultural do Sesc São Paulo) e poderá ser acompanhado no canal youtube.com/cpt_sesc. O evento faz parte do Círculo de Debates - Memória, Acervo e Pesquisa, realizado a cada lançamento de coleção na Plataforma Sesc Digital, e traz pessoas do teatro, pesquisadores e envolvidos nos espetáculos ou áreas correlatas às obras originais para falar sobre as montagens e suas memórias.


Sobre as Coleções e Acervos Históricos CPT_SESC  

A guarda do acervo de figurinos e demais documentos do CPT - Centro de Pesquisa Teatral do Sesc - integra as ações do Sesc Memórias, criado em 2006 para reunir, sistematizar e disponibilizar a documentação produzida e/ou acumulada pelo Sesc São Paulo, com o propósito de preservar seu patrimônio histórico e disseminar sua memória institucional. 

As Coleções e Acervos Históricos CPT_SESC trazem ao público seleções dos figurinos e outros itens de peças encenadas pelo CPT em seus 38 anos de trajetória. Um minucioso trabalho de pesquisa possibilitou a recomposição e restauro de 150 trajes cênicos compostos por 470 itens, de 12 espetáculos: A hora e vez de Augusto Matraga, Antígona, Foi Carmen, Fragmentos Troianos, Gilgamesh, Medeia, Medeia 2, Nossa Cidade, Toda Nudez Será Castigada, Trono de Sangue, Pedra do Reino, Vereda da Salvação e Xica da Silva. Em seguida, os figurinos foram registrados pelo fotógrafo Bob Souza, fotos essas que são hoje o fio condutor das Coleções.

Sobre o Sesc Memórias:

Implantado e coordenado pela Gerência de Estudos e Desenvolvimento (GEDES) do Sesc São Paulo, o Sesc Memórias foi criado, em 2006, para reunir, sistematizar e disponibilizar a documentação produzida e/ou acumulada pelo Sesc, com o propósito de preservar o seu patrimônio histórico e disseminar sua memória institucional. Assim, o processo de salvaguarda dos materiais – tanto os de conteúdo programático quanto os vinculados à própria existência das Unidades e órgãos da Administração Central – busca contribuir para a reflexão acerca do trabalho desenvolvido pelo Sesc, nos programas Educação, Saúde, Cultura, Lazer e Assistência. Volta-se, também, à promoção de pesquisas e de produção de conhecimentos, na medida em que oferece ao público interno e externo informações qualificadas, reforçando a memória como um valor a ser cultivado.

Caracterizado como um centro de documentação, o acervo do Sesc Memórias reúne informações que dizem respeito às ações do Sesc desde a sua criação, em 13 de setembro de 1946. Em diferentes gêneros, suportes, formatos, tipos e dimensões, a relação documental compreende materiais de divulgação, imagens, produtos institucionais, projetos e relatórios de avaliação.

 

Serviço

16 /novembro 

XICA DA SILVA - Coleções e Acervos Históricos do CPT_SESC [disponível na plataforma Sesc Digital]

Figurinos, objetos de cena, materiais gráficos em coleção digital que apresenta o acervo do espetáculo Xica da Silva, montado em 1988 pelo CPT, com direção de Antunes Filho.

 

24/novembro

Círculo de Debates - Memória, Acervo e Pesquisa – Xica da Silva

Com Dirce Thomaz e Zezé Motta (mediação Kelly Adriano)

Às 18h, em youtube.com/cptsesc

 

Sobre o CPT_SESC   

O Centro de Pesquisa Teatral foi criado em 1982 como laboratório permanente de criações teatrais, formação de atrizes, atores, dramaturgas e dramaturgos. Ao longo das décadas, ganhou reconhecimento da crítica e de seus pares no Brasil e em outras partes do mundo como referência no fazer teatral. Foi coordenado por Antunes Filho por 36 anos. Agora, passado um ano da morte do diretor, o CPT propõe expandir suas ações em busca do constante desenvolvimento que o teatro contemporâneo exige, mantendo o diálogo com o seu legado.

Em tempos de distanciamento social, a programação do CPT_SESC acontece online, ampliando o acesso ao Centro que é referência da área teatral, formou mais de mil profissionais das artes cênicas e criou dezenas de espetáculos.

A programação, disposta em cinco eixos temáticos: Formação de Atores; Criação e Experimentação; Dramaturgia; Cenografia; e Memória, Acervo e Pesquisa, reúne artistas e técnicos com diversas formações, atuantes em diferentes instâncias da produção teatral, a fim de buscar a realização de um trabalho interdisciplinar a que sempre se propôs o CPT.

 

Confira a programação completa em www.sescsp.org.br/cpt e nas redes sociais: 

instagram.com/cptsesc
facebook.com/cptsesc
twitter.com/cptsesc

youtube.com/cptsesc

 

Informações para a imprensa:
Canal Aberto Assessoria de Imprensa

Márcia Marques | Carol Zeferino | Daniele Valério

marcia@canalaberto.com.br | carol@canalberto.com.br | daniele@canalaberto.com.br
Fones: 11 2914 0770 
Celulares: 11 9 9126 0425 (Márcia) | 11 9 9425 1328 (Carol) | 11 9 8435 6614 (Daniele)

Compartilhar :