descricao

Inspirada em livro homônimo de Eva Furnari, Cocô de Passarinho, da Cia Noz de Teatro, faz temporada online

 

Cocô de Passarinho é um espetáculo premiado pela APCA (Associação Paulista de Críticos de Arte) na categoria Melhor Espetáculo de Animação/Bonecos e teve três indicações ao Prêmio FEMSA de Teatro Infantil e Jovem nas categorias Melhor Cenário, Melhor Adaptação e Melhor Espetáculo Infantil

 

A encenação é feita por personagens/bonecos de tamanho humano, por meio de manipulação direta. Para os passarinhos, é utilizada a mesma técnica, o que dá a sensação que eles voam livremente pelo espaço cênico, ainda que fixados em pontas de varas de bambu. A história começa sobre o cocô dos passarinhos atormentando a vida das pessoas de uma vila, mas uma situação inesperada transforma tudo.
 

Em 2020, a Cia Noz de Teatro ofereceu ao público registros de seus espetáculos pela internet. Agora, com recursos do Proac Expresso Lab-Lei Aldir Blanc - 38/2020, a companhia traz uma temporada da peça Cocô de Passarinho com gravação inédita, em vários ângulos. A temporada é gratuita e começa dia 20 de março, sábado, 14h, no canal de Youtube do grupo.

Inspirada na obra homônima da escritora e ilustradora Eva Furnari, a peça se passa em uma vila habitada por moradores muito rabugentos que se encontram todos dias na praça, mas não tem muito o que falar. Suas vidas monótonas e sem perspectivas são transformadas por um problema que enfrentam todos os dias: o cocô que os passarinhos fazem em suas cabeças. A adaptação da peça fica a cargo da também diretora Anie Welter que, para esse trabalhou, contou com um time de colaboradores composto por Carla Mercado, GpeteaH, Jota Rafaelli, Lais Trovarelli, Luciana Venancio, Rafael Petri, Renata Andrade e Valcrez da Silva Siqueira.
 

“Na Cia Noz de Teatro, o ponto principal da encenação é a relação estabelecida entre os atores e os objetos. Nosso grupo é muito heterogêneo, com artistas de diferentes linguagens e experiências, cada um com um talento e uma contribuição muito particular. Em Cocô de Passarinho - que traz vários recursos cênicos - essa mistura fez todo sentido”, conta Anie. 
 

Neste espetáculo, os bonecos foram criados a partir de um processo de costura em espuma que exigiu um tamanho grande para que suas feições fossem aprimoradas. O resultado se assemelhou a estatura humana e, para dar mais mobilidade aos atores-manipuladores, o acabamento foi feito até a altura da cintura para que as pernas fossem a dos próprios artistas. Pensando também em conferir flexibilidade ao trabalho de manipulação, os bonecos de espuma se tornaram moldes para uma versão final feita de isopor, que mantém uma estética quase idêntica ao dos moldes e tem um peso reduzido para possibilitar mais movimentos e agilidade.

Além da manipulação direta dos seus bonecos, os atores também manipulam objetos cênicos, como as casas das vilas e os cocôs dos passarinhos. Esses, por sua vez, estão postos em varas de bambu, cuja curvatura cria a impressão de que estão voando livremente pela cena.  A música, composta exclusivamente para a peça por Morris, é um corpo que compõe o trabalho, acompanha e delineia, com suas notas e tons, a personalidade dos bonecos, dando vida e ritmo ao espetáculo.

Para Anie, um dos grandes méritos da obra que está presente tanto no livro, quanto na adaptação teatral, é sua capacidade de soltar a imaginação do espectador. “Não existe uma moral ou uma mensagem bem definida nessa montagem, mas sim esse desejo que o público crie seus próprios sentidos para o que foi visto”, conta.

 

SOBRE A COMPANHIA

A Cia Noz de Teatro, Dança e Animação foi criada em 2004 com a proposta de unir as linguagens de Teatro, Dança, Animação de Objetos, Música e Artes-Plásticas, além de investigar novos materiais na confecção de bonecos, adereços e cenários, criando novas possibilidades cênicas. 

Com coordenação e direção de Anie Welter, tem como integrantes atores, bailarinos e artistas plásticos, atuando em um processo de pesquisa colaborativo. Em 2017 inaugurou o espaço para todos os públicos Galpão dos Lobos, no bairro Ipiranga em São Paulo, em parceria com Cia Faz e Conta, Maracujá Laboratório de Artes, Cia Conto em Cantos e Cia Circo de Bonecos.

 

SINOPSE

Premiado pelo APCA como Melhor espetáculo de animação/bonecos e com três indicações ao Prêmio FEMSA de Teatro Infantil e Jovem (melhor cenário, melhor adaptação e melhor espetáculo infantil), Cocô de Passarinho conta a história dos poucos moradores de uma nova vila que se encontram todos os dias na praça, mas não tem muito que falar. Suas vidas monótonas e sem perspectivas são transformadas por um problema que enfrentam todos os dias: o cocô que os passarinhos fazem em suas cabeças. Um dia um vendedor de flores passa pela cidade e uma situação inesperada transforma a vida de todos eles.

 

FICHA TÉCNICA

Direção e Coordenação Geral: Anie Welter

Criação (inspirado na obra homônima de Eva Furnari): Anie Welter, Carla Mercado, GpeteaH, Jota Rafaelli, Lais Trovarelli, Luciana Venancio, Rafael Petri, Renata Andrade e Valcrez da Silva Siqueira. 

Música Original: Morris

Produção Musical: Yvo Ursini

Cenário, Figurino e Bonecos: Anie Welter e Renata Andrade

Iluminação: Rafael Petri

Assistência de luz: Fellipe Oliveira

Elenco: Bianca Muniz, Carla Mercado, Felipe Lwe, Luciana Venancio, Regina Arruda e Rafael Bolacha

Produção Geral e Executiva: Luciana Venancio

Assessoria de Imprensa: Canal Aberto / Márcia Marques 

Assistentes de Assessoria de Imprensa: Daniele Valério e Diogo Locci

Designer Gráfico: Laís Trovarelli

Direção de imagens, gravação e edição de vídeo: Matheus Faro e Anderson Alburquerque

 

SERVIÇO

Cocô de Passarinho

De 20 de março a 11 de abril de 2021

Sábados e domingos, 14h

Transmissões pelo Youtube da Companhia: https://www.youtube.com/cianozdeteatro

Duração: 55 min. | Classificação: Livre 

 

Redes Sociais da Cia. Noz de Teatro

Facebook: facebook.com/cianozdeteatro

Instagram: @cianozdeteatro

 

Assessoria de Imprensa: Canal Aberto
Márcia Marques -
marcia@canalaberto.com.br – 11 9 9126 0425
Daniele Valério -
daniele@canalaberto.com.br – 11 9 8435 6614
Diogo Locci -
diogo@canalaberto.com.br – 11 9 9906 0642

 
Compartilhar :