descricao
 
Figura 1- Espetáculo Simón, el Topo, da companhia peruana Teatro Plaza,  
que será apresentado nos dias 10 e 11 de setembro, no Auditório do Sesc Santos. 
 
 
Quarta edição do MIRADA} Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos tem programação dedicada ao público infantil
 
 
Catibrum Teatro de Bonecos (MG), Cia. Seres Imaginários (RS) e Teatro La Plaza (Peru) apresentam recentes criações no Sesc Santos e nas cidades de Bertioga e Cubatão
 
 
A programação infantil do MIRADA} Festival Ibero-Americano de Artes Cênicas de Santos, evento bienal realizado pelo Sesc que acontece de 8 a 18 de setembro de 2016 em Santos e mais quatro cidades do litoral paulista, reflete seu conceito global: de forma lúdica, os três espetáculos de manipulação de bonecos inovam em temas, técnicas e formas de abordar a arte junto às crianças, estimulando a criação do pensamento crítico.
 
Em parceria com a Prefeitura de Santos, essa nova edição do Mirada reunirá 43 montagens originárias de 12 nacionalidades – a Espanha é o país homenageado. Trata-se de um panorama que potencializa a capacidade das artes cênicas reagirem diante das singularidades histórica, social, política e econômica, evidenciando a força da arte politicamente engajada sem perder de vista a ambição poética e a pluralidade estética.
 
Com o espetáculo Teatro dos Seres Imaginários, a companhia gaúcha homônima abre a programação dedicada ao público infantil com apresentações em Bertioga (9 de setembro), Praia Grande (11 de setembro) e Santos (13 e 14 de setembro, na área de Convivência do Sesc Santos). Trata-se de uma narrativa estruturada a partir do espaço intimista em que o espectador acompanha a sessão: uma caixa de tecido suspensa a 1,5m do chão. Nesta ambientação artesanal, texturas, desenhos de luz, sombras e sonoridades transportam adultos e crianças a outras realidades, diante de criaturas do território do fantástico. 
 
Simón, El Topo (10 e 11 de setembro, Auditório Sesc Santos), do peruano Teatro Plaza, desconstrói a homofobia sob a delicada perspectiva da criança. A adaptação do diretor Alejandro Clavier para o conto da terapeuta infantil espanhola Carmen de Manuel retrata uma toupeira de dez anos, Simon, que não gosta de esportes, mas prefere, em vez disso, cantar, tocar ou brincar com borboletas. O espetáculo trata dos estereótipos de gênero e homofobia, e aborda questões como a tolerância, bullying e a importância do amor da família.
 
Por fim, O Som das Cores (17 e 18 de setembro, Teatro Sesc Santos), da Catibrum Teatro de Bonecos, inspira-se no livro de mesmo nome do taiwanês Jimmy Liao e no poema O Cego, do tcheco Rainer Maria Rilke, para narrar a aventura de uma menina cega que sai de casa em busca de seu cão, enfrentando perigos e inimigos.
 
Transversalidade e Reflexão
Como nas edições anteriores, o MIRADA oferece ao público mais de 20 atividades formativas ou reflexivas transversais e inerentes aos assuntos e linguagens em foco nas obras. 
 
Enquanto princípio norteador das atividades formativas realizadas nessa edição, o conceito alteridade do olhar mostra-se significativo para um festival que prima em oferecer um rico extrato da produção cênica de países que, em sua grande maioria, trazem como elementos essenciais de suas culturas a diversidade, a mistura e as diferenças. 
 
Serão realizadas conferências, laboratórios de criação, mesas de debate, leituras, compartilhamento de processos criativos, oficinas e workshops com objetivo de oferecer ao público participante, e também aos artistas, curadores e programadores, um lugar e um tempo dedicados aos encontros e à troca de experiências. 
 
Nas atividades formativas, sob coordenação de Marcelo Lazzaratto, estarão importantes artistas, acadêmicos e intelectuais como Vladmir Safatle, Verônica Fabrini, Alexandre Dal Farra, Cassio Pires, Michele Ferreira, Chico Carvalho, Emanuel Aragão, Maria Thais, Adrian Schvarzstein, Kil Abreu, Sergio Luis Oliveira, Santiago Kao, Javiera Peón, Tania Farias, Pedro Haddad, Eduardo Pérez-Rasilla Bayo, Gilberto Gawronski, Hugo Rodas, Fernando Yamamoto, Cibele Forjaz, Beatriz Sayad, Luciana Romagnolli, dentre outros.
 
Instalado na Área de Convivência do Sesc Santos, o Ponto de Encontro é um espaço onde o público poderá encontrar amigos, artistas e convidados do festival. Instalações interativas, performances e shows musicais noturnos vão estender o horário de funcionamento da unidade do Sesc em Santos com apresentação das bandas Ninfas (ARG), Jaloo (BRA), Oquadro (BRA) e Cuban Beats All Stars (CUB).
 
Com esse conjunto de ações na interface das cenas e das ideias, a quarta edição do MIRADA reafirma sua vigorosa plataforma de interseção das artes cênicas do Brasil, da América Latina e da Península Ibérica. 
 
As quatro edições tiveram curadoria do conselho diretivo do Festival composto pelo diretor do Departamento Regional do Sesc SP, Danilo Santos de Miranda; pela pesquisadora e educadora Isabel Ortega, brasileira radicada na Espanha; pelo diretor do Teatro Mayor de Bogotá, Ramiro Osório; e pelo diretor artístico do Festival Ibero-Americano de Teatro de Cádiz, Pepe Bablé. 
 
SERVIÇO – Espetáculos e Intervenções de Dança
 
ESPETÁCULOS
 
Teatro dos Seres Imaginários | BRASIL
Cia. Seres Imaginários (RS)
9/9. Sexta-feira, 20h | Bertioga 
11/9. Domingo, 16h | Praia Grande 
13 e 14/9. Terça e quarta, 17h | Área de Convivência Sesc Santos
Sessões de 10 min | Livre | Grátis
 
 
A fantasia voa longe no espetáculo de manipulação de bonecos cuja forma narrativa é estruturada a partir do espaço comum em que o espectador acompanha a sessão, de cerca de dez minutos, postando-se em pé e colocando a cabeça num dos buracos de uma caixa de tecido suspensa a 1,5m do chão. A relação intimista com as figuras que brotam lá dentro ocorre a poucos centímetros do rosto das pessoas – na altura de olhos, nariz e ouvidos – e no plano aéreo.
 
Adultos e crianças são transportados a outras realidades por meio de procedimentos cênicos essencialmente artesanais e dignos das imagens em terceira dimensão. Texturas, desenhos de luz, sombras e sonoridades realçam fisionomias e corpos nas chaves do humano, do animal e da máquina. Criaturas do território do fantástico. A vivência singular permite, por exemplo, aferir mais atentamente correspondências entre um helicóptero e um tubarão na interposição de céu e mar.
 
O trabalho multissensorial de 2014 deu origem à Companhia Seres Imaginários, de Porto Alegre, sob inspiração de O Livro dos Seres Imaginários (1957), de Jorge Luis Borges e Margarita Guerrero.
 
Roteiro e direção de cena: Jackson Zambelli Criação e direção geral: Cacá Sena Manipulação: Cacá Sena, Charles Kray, Elaine Regina e Silvia Regina Ferrare Iluminação: Carol Zimmer Técnico de Montagem: Daniel Fetter Produção Executiva: Éverton Kniphoff e Vinicius Corrêa Desenho e construção dos seres: OBA - Oficina de Bonecos Animados (Heloisa Dile, Renato Spinelli e Duda Spinelli) Música: Sérgio Olive
 
Simón, El Topo | PERU
Cia Teatro Plaza
10 e 11/9. Sábado e domingo, 17h30 | Auditório Sesc Santos
50 min | Livre | R$40/ R$20/ R$10
 
 
 
Homofobia vem do berço? Os criadores ousam desconstruir o preconceito sob a delicada perspectiva da criança, público preferencial do espetáculo de bonecos com potencial para cair na graça, também, de pais, responsáveis ou educadores. 
 
Simón, uma toupeira de 10 anos, brincando em um parque, conhece Raúl, por quem se afeiçoa. Brincam o tempo todo. Amizade que incomoda aos olhos da intolerância. Até que uma tempestade coloca as vidas em risco. Mas a solidariedade vai reativar o valor da igualdade.
 
De sua infância, o diretor Alejandro Clavier guardou o respeito ao outro nas diferenças sociais, religiosas e raciais. Essa consciência o levou a adaptar para a companhia Teatro la Plaza, nascida há 13 anos, o conto homônimo da terapeuta infantil espanhola Carmen de Manuel.
 
Autor do conto: Carmen de Manuel Direção e adaptação: Alejandro Clavier Com: Emanuel Soriano, Anai Padilla, Luccia Mendéz e Dusan Fung Música: Magali Luque Design de luz: Jesus Reyees Direção de arte: Vladimir Sánchez
 
O Som das Cores | BRASIL
Catibrum Teatro de Bonecos (MG)
17 e 18/9. Sábado e domingo, 17h30 | Teatro Sesc Santos
50 min | Livre | R$40/ R$20/ R$10
 
 
Uma menina cega sai de casa em busca de seu cão. Lúcia acredita que ele levou seus olhos. Em jornada pela cidade, ela explora os demais sentidos, a audição, a escuta e o tato, como que num labirinto de fantasia e imaginação. A adolescente adentra o subterrâneo das estações do metrô e deambula na superfície. Na tentativa de recuperar a visão, enfrenta perigos e derrota inimigos.
 
A narrativa dos mineiros do Catibrum Teatro de Bonecos é influenciada pelo livro O Som das Cores, do taiwanês Jimmy Liao (1958), e pelo poema O Cego, do tcheco Rainer Maria Rilke (1875 -1926). Outra ponte decisiva são os filmes de aventura. O simbolismo ganha reforço com a trilha sonora original do coletivo experimental Graveola e o Lixo Polifônico.
 
Em 25 anos de pesquisa de novas técnicas em formas animadas, o grupo teatral reverbera os versos de Rilke sobre o cego na paisagem urbana, traduzidos por Augusto de Campos: “Sombras das coisas, como numa folha,/ nele se riscam sem que ele as acolha:/ só sensações de tato, como sondas,/ captam o mundo em diminutas ondas: serenidade; resistência”. Sensibilidade não tem idade.
 
Dramaturgia e direção: Lelo Silva Com: Leandro Marra, Rooney Tuareg, Camilla Melo e Lelo Silva (atores-manipuladores) Trilha sonora: Banda Graveola e o Lixo Polifônico Desenho de luz: Lelo Silva, Leandro Marra e Tim Santos Sonoplastia: Tim Santos
 
ENDEREÇOS 
 
SESC SANTOS
Rua Conselheiro Ribas, 136. Aparecida.
 
BERTIOGA
Parque Tupiniquins. Av. Tomé de Souza, s/nº. Centro.
 
PRAIA GRANDE - Espaço Conviver Boqueirão - Av. Castelo Branco, s/nº. Boqueirão.
 
INFORMAÇÕES
INGRESSOS
 
VENDA
Ingressos à venda a partir de 12/8, às 15h, no Portal sescsp.org.br, e às 17h, nas bilheterias das unidades do Sesc. 
O ingresso comprado nas bilheterias da Rede Sesc SP não será devolvido ou trocado para outro horário, dia ou espetáculo.
 
EM SANTOS
No Sesc Santos, a compra de ingressos pode ser feita de terça a sexta, das 9h às 21h30. Sábados, domingos e feriados, das 10h às 18h30. 
Nos dias das atividades nos espaços Cadeia Velha, C.A.I.S. Vila Mathias, Casa da Frontaria Azulejada, Sala Princesa Isabel, Teatro Brás Cubas, Teatro Coliseu e Teatro Guarany, os ingressos estarão à venda nos locais, com uma hora de antecedência. 
 
INGRESSO ONLINE
Os ingressos online estarão à venda, enquanto houver disponibilidade, até duas horas antes do início do espetáculo.
Os ingressos adquiridos através do Portal estarão disponíveis para retirada nas unidades do Sesc até duas horas antes do início do espetáculo. No Sesc Santos, poderão ser retirados no próprio dia, antes do início da sessão.  
Para os espetáculos realizados em espaços externos, os ingressos podem ser retirados no Sesc Santos até duas horas antes do seu início. Após esse horário, deverão ser retirados na bilheteria do próprio local de realização. 
A retirada do ingresso online pelo responsável ou pessoa indicada confirma o interesse pela compra, impossibilitando a devolução ou troca para outro horário, dia ou espetáculo.
 
ATIVIDADES GRATUITAS
Para participar ou assistir, verifique no Portal Sesc o local da atividade de sua escolha. Atividades gratuitas não requerem a retirada de ingressos.
 
COMPROVANTE PARA INGRESSOS COM DESCONTO
Credencial Plena do Sesc válida; carteirinha de estudante (Umes, Ubes); carteirinha escolar do ano ou semestre vigente ou comprovante de matrícula ou pagamento da mensalidade; identificação funcional ou holerite para servidores de escola pública; comprovante de aposentadoria; documento de identidade para pessoas maiores de 60 anos.
 
FORMAS DE PAGAMENTO
 
Dinheiro, cartões Visa, Visa Eléctron, Mastercard, Maestro, Redeshop, Diners Club International, (cartões de crédito somente à vista), cheque (à vista) e Vale Cultura (Ticket Cultura, Sodexo e Alelo).
 
RECOMENDAÇÃO ETÁRIA
Confira antecipadamente a classificação Indicativa de cada atividade. 
Nas apresentações que sejam classificadas como não recomendadas para menores de 18 anos, não será admitido o ingresso de menores de 18 anos, mesmo que acompanhados de pais ou responsáveis. 
 
VARIAÇÕES CLIMÁTICAS
Atividades apresentadas ao ar livre poderão ser alteradas ou canceladas em caso de variações climáticas que prejudiquem sua execução. Informe-se em sescsp.org.br/mirada ou no Sesc Santos.
 
LEGENDAGEM
Os espetáculos internacionais serão apresentados com legendas em português. 
 
MAIS INFORMAÇÕES
sescsp.org.br/mirada
*Programação sujeita a alterações
 
ASSESSORIA DE IMPRENSA 
Canal Aberto Assessoria de Imprensa
Email: canal.aberto@uol.com.br 
 
Márcia Marques - Fones: 11 2914 0770 | Celular: 11 9 9126 0425 | marcia@canalaberto.com.br
 
Daniele Valério - Celulares: 11 9 6705 0425 | 9 8435 6614 | daniele@canalaberto.com.br
 
Lúcio Nunes - Celular: 13 99143-0806 | 
lucio@canalaberto.com.br